terça-feira, 20 de março de 2012

O beijo: uma invenção dos senhores feudais


A aula sobre feudalismo está chata? Depois desse "causo", garanto que não ficará mais!

"A origem do beijo na boca está na Idade Média, mas esse ato não representava romantismo ou atração. Os senhores feudais costumavam beijar os lábios dos vassalos para selar contrato de trabalho."



Na alta Idade Média, período do apogeu feudal, as relações de lealdade e servidão prevaleciam, em uma sociedade caracterizada pelo ruralismo. Existiam os Suseranos, senhores com mais possem que doavam lotes de terras aos seus Vassalos, os quais deviam obediência e lealdade aos primeiros.
Como naquela época assinatura era uma coisa rara, até porque os senhores feudais mal sabiam escrever, os contratos eram selados através de um beijo na boca, igual aos selinhos (daí o nome) de hoje. Outros rituais também acompanhavam o processo, como o juramento de fidelidade diante da Bíblia. 
Depois de tanto selarem esses acordos, os senhores feudais chegavam aos seus castelos e aprimoravam a técnica com as esposas, ou talvez não, pois com as mulheres legítimas só era permitido a procriação, não podendo haver nenhum tipo de prazer. Mas haviam as criadas, as meretrizes, etc. Foi aí que surgiu o beijo de língua, dentro dos limites do feudo! E se espalhou pelo mundo!
Por isso, meninas e meninos, quando forem beijar aquela pessoa especial, lembrem-se que foi graças aos senhores feudais que esse momento mais íntimo é possível. 
Ainda bem que os tempos mudaram! E se vivêssemos naquela época, apesar da rotina árdua, o melhor seria ser servo, mesmo tendo que entregar metade da produção ao senhor feudal, trabalhar gratuitamente três dias da semana nas terras dele, pagar para usar o moinho...
Confira Outros casos do tipo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.